BÏNaif 2019

pastedGraphic.png

Festa com as cores vibrantes do naif na abertura da BÏNaif 2019

A abertura da 2a edição da BÏNaif – Bienal Internacional de Arte Naïf Totem Cor-ação, sob coordenação de suas idealizadoras: Marinilda Boulay, o « Totem », e Rosângela Politano o « Cor-Ação », desenrolou-se no final de semana do 14 e 15 de setembro 2019 quando a mostra iniciou entre cortejos, homenagens, debate de ideias, teatro de mamulengo, publicação de cordel e de catálogo. Esse conjunto de atividades foi compartilhado entre os artistas de diversas regiões do país e seus familiares, vindos especialmente para o evento, os artistas locais e o público.

 

 

 

Na propriedade de Marinilda e Bruno Boulay, sede do ITC, Instituto Totem Cultural, os artistas foram recebidos com um café caipira de boas vindas, realizado pela Irene e sua mãe Maria José do « Sabores do Currupira », na decoração flores de palha de milho, e na farta mesa nossas especialidades gastronômicas, inclusive o « João deitado », bolinho de fubá de milho cozido na folha da bananeira, do qual poucos socorrenses ainda detém a receita.

Da esquerda para a direita Isabel representante da ACE, Mayara Nardes,coordenadora do Museu Municipal, Prefeito André Bozolla,Bruno e Marinilda Boulay, Tiago Faria, Rosângela Politano, representantes institucionais da cidade de Itapecerica da Serra e Carlos Calderari. Durante o café caipira no ITC.

 

A artista que recebeu o prêmio aquisição 2019, Alice Masiero é a segunda da esquerda para a direita entre Marcelo Shimanesky e Rimaro, entre outros artistas no ITC.

Entre autoridades, parceiros, e convidados, os artistas iniciaram duas telas coletivas, que foram sendo realizadas ao longo dos dois dias do evento. A artista Marilene Gomes hospedada no espaço dedicado às residências de artista no ITC, deixou uma obra ali produzida durante sua estadia.

Marilene Gomes pinta uma das telas coletivas realizadas durante o evento.

Em seguida o almoço e o debate de ideias aconteceram no Alpes Fazenda Hotel, numa altitude de mais de 1400 metros, revelando na paisagem o porque nossa cidade também é chamada de Morena da Fronteira, ficando entre o  café paulista, e o relevo mineiro, suspensa por um mar de montanhas. A tarde os artistas puderam saborear um gostoso café caipira oferecido pela ACE, Associação Comercial e Empresarial de Socorro, quando receberam o catálogo da mostra, e uma caixinha, realizada em cerâmica por Marinilda Boulay para ali guardar os tesouros colhidos durante o evento.

Na abertura oficial, entre pronunciamentos e homenagens, aconteceu a performance do artista « Indio Gladiador » de Palmeiras na Bahia, que veio especialmente com sua indumentária composta por elementos de reciclagem recolhidos pelo próprio artista, que por si nos lança a reflexão de como o processo de reciclagem pode ser transformador para o desenvolvimento da sustentabilidade. Ele nos convida a adotar um recipiente que permita parar de utilizar os copos plásticos, sobretudo nas portas da primavera e do verão, onde o consumo de agua é ainda maior.

Gil, diretora de teatro e Indio Gladiador na abertura da exposição no Museu Municipal.
Artista Indio Gladiador durante sua fala/performance na abertura da BÏNaif 2019.

 

Dali, conduzidos pela Congada de São Benedito e Divino Espirito Santo e a Folia de Reis, os artistas e o público descobriram a grandiosidade da exposição propriamente dita no Museu Municipal.

No domingo os artistas e convidados puderam degustar um almoço caipira com vivências artísticas e novos pronunciamentos no Projeto Cor-Ação, onde o escultor Jovino Gama em residência artística, desenvolvia um São Francisco esculpido em madeira. Destacamos a consolidação de uma parceria com a cidade de Itapecerica da Serra, que desde esse ano jà dedicou uma « Vitrine » à BÏNaif em sua Prefeitura.

O escultor Jovino Gama no projeto Cor-Ação.

A tarde pequenos e grandes divertiram-se com o Teatro de Mamulengos do grupo de Valdeck de Garanhuns, que foi dedicado ao patrimônio imaterial brasileiro, com foco no cordel, e na xilogravura, aos quais essa edição da BÏNaif  presta homenagem.

Muitos artistas continuaram na cidade depois do evento de abertura; destacamos a estadia do artista paraibano Tito Lobo, que realizou oficinas gratuitas às escolas públicas no Museu Municipal.

Com visitas acompanhadas e oficinas,  a exposição encerra no 15 de outubro no Museu Municipal de Socorro-SP.

Obras de arte também podem ser vistas nas « Vitrines da Bienal », ação dentro da Mostra, que como em sua primeira edição em 2017, espalhou  pinturas pela cidade nas « Vitrines» de empresários parceiros, levando a arte a um número cada vez maior de pessoas. As « Vitrines da bienal » são: ACE – Associação Comercial e Empresarial de Socorro-SP;  Alpes Fazenda Hotel;  Biblioteca Municipal; Casa das Artes, Cervejaria Ecobier; Jornal O Município; Lubeck Bar & Restaurante; Papelarias Costa e Peretto; Portal das Artes;  Pousadas: Carandiru, Jantonio, Luz da Lua, e Manacás; Prefeitura de Itapecerica da Serra; Refrigerantes Mantovani; Restaurante Marchetti; Restaurante do Pedro; Sobradão Lanchonete e Pizzaria; Socopisos;  Via C Malhas e Tricô.

A BÏNaif – Bienal Internacional de Arte Naïf  Totem Cor-Ação é uma realização do ITC – Instituto Totem Cultural, e do Projeto Cor-Ação com o apoio institucional da Prefeitura Municipal de Socorro-SP , através da Secretaria Municipal da Cultura e da Secretaria Municipal de Turismo , Museu e Biblioteca Municipais, do ComupC – Conselho Municipal de Políticas Culturais e do Comtur – Conselho Municipal de Turismo, da ACE – Associação Comercial e Empresarial de Socorro-SP, e de seus empresários, e sendo colaborativa ela tem o apoio de todos os artistas e profissionais que dela participam!

 

 

CONFIRA A LISTA DAS OBRAS E ARTISTAS SELECIONADOS BINAIF 2019

 

BÏNaif – Bienal Internacional de Arte Naif “Totem Cor-Ação” em Socorro 2019

 BÏNaif – Bienal Internacional de Arte Naïf Totem Cor-Ação em Socorro 2019, sobre a Coordenação de  Rosângela Politano e Marinilda Bertolete Boulay  será realizada entre os dias 14 de setembro e o 15 de outubro de 2019 nas dependências do Museu Municipal de Socorro-SP, tendo como proposta valorizar a produção naïf e popular nacional e internacional preservando este território fertil de idéias e rico em produção.

BÏNaif Totem Cor-Ação será composta pelo conjunto das obras nacionais e internacionais selecionadas através de um edital por um Comitê artístico, que possui profundo conhecimento sobre o assunto, e  artistas convidados.

1a BÏNaif – Bienal Internacional de Arte Naïf  Totem Cor-Ação é uma realização do Projeto Cor-Ação e do ITC – Instituto Totem Cultural, e, com o apoio institucional da Prefeitura Municipal de Socorro-SP , através da Secretaria Municipal da Cultura e da Secretaria Municipal de Turismo , Museu e Biblioteca Municipais, do ComuC – Conselho Municipal de Cultura e do Comtur – Conselho Municipal de Turismo, da ACE – Associação Comercial e Empresarial de Socorro-SP, e sendo colaborativa ela tem o apoio de todos os artistas que dela participam!

Como nasceu a BÏNAif – Bienal Internacional de Arte Naïf  Totem Cor-Ação

A cidade de Socorro no interior de São Paulo afirma-se com muita potência não somente como um destino turístico disputado, como também enquanto importante polo de produção de obras caracterizadas pela estética naïf, isto é, que representam a criação primitiva, ingênua, espontânea e popular.

Os seus artistas têm tido suas obras escolhidas para fazer parte de acervos de importantes museus dedicados a esse estilo de pintura, participado de várias exposições, mostras e bienais, como a Bienal de Arte Naif do SESC-Piracicaba, considerada até então a mais expressiva do país.

O projeto Cor-Ação que vem sendo desenvolvido na cidade desde 2013 sob a coordenação da artista  Rosângela Politano e responsável   por esta  realidade.

Através de oficinas, workshops, bate papos, mostras e exposições o projeto também acompanha a carreira dos artistas viabilizando inscrições e participações em importantes exposições.

Foram realizadas pelo projeto até então cinco exposições anuais, sendo que as duas  últimas ocorreram em coordenação com a associação socorrense ITC – Instituto Totem Cultural.

Essas exposições inspiraram a criação dessa BÏNAIF, a qual leva o  “Totem Cor-Ação” no seu nome por causa da frutuosa parceira entre o Projeto Cor-Ação e o ITC- Instituto Totem Cultural sendo Rosângela Politano e Marinilda B. Boulay suas idealizadoras e coordenadoras.

A continuidade  desse trabalho  torna a BÏNAIF uma referência para todos que possuem algum vinculo com esta produção – artistas, pesquisadores, colecionadores, galeristas, educadores, estudantes e apreciadores.